10 de fevereiro de 2012

Vocês já ouviram falar do desenho Howl's Moving Castle (O Castelo Animado)?



Um castelo que se move, um jovem e bonito mago, uma menina que foi enfeitiçada por uma bruxa e se vê obrigada a vagar como uma velha decrépita. Se conduzido por outras mãos que não as habilidosas mãos de Hayao Miyazaki esse anime seria certamente apenas mais um. Mas o cara leva a sério suas histórias e empresta aos seus personagens uma veracidade assombrosa. Seus movimentos são perfeitos e em muitos trechos do delicioso desenho, me peguei retornaando a cena só para poder vê-la com mais atenção.
A história foge totalmente dos padrões hollywoodianos de animações. O lirismo impera em cada detalhe, afinal, essa é a marca registrada de Hayao Miyazaki. 




Dando uma pesquisada sobre a história no Wikipédia, descobri que o filme foi baseado no primeiro terço de um livro chamado "o Castelo Animado" da autora inglesa Diana Wynne Jones e que foi editado aqui pela Editora Record. 
"Entretanto as histórias seguem caminhos bem diferentes e muitos personagens foram mudados. O foco ainda é em Sophie e suas aventuras com a maldição de velhice, mas a ação se centra em uma guerra, que relembra a Segunda Guerra Mundial com naves atacando as cidades com bombas e toques de recolher. Isso veio dos próprios ideais pacifistas do diretor Hayao Miyazaki.
No livro Howl se concentra em tentar encontrar o príncipe e um mago desaparecidos e não se aborda a guerra.
Há algumas leves menções a características do livro que não foram aprofundadas como: o boato que Howl espalha no livro sobre "devorar o coração de jovens donzelas" e o nome verdadeiro de Howl é usado como um de seus disfarces, Howell Jenkins, e sobre por quê a maldição de Sophie se desfez, entre outros.
O aprendiz Markl, no livro é Michael Fisher, um adolescente de 15 anos e não uma criança.
Sophie tem uma irmã no filme Lettie mas no livro tem uma segunda Martha. Elas e a madrasta de Sophie são personagens muito mais desenvolvidas.
No filme a Bruxa do Nada é uma mulher de aparência grande e estranha que se torna uma idosa vovó e acaba morando no castelo, enquanto no livro ela é jovem, bonita e cruel. Nos livros de Diana sempre há um grande mal a ser vencido e, por isso, ela é muito mais poderosa e realmente aterrorizava as pessoas.
Calcifer parece, segundo os próprios personagens, um fogo bonzinho, mas a aparência no livro seria aquela que ele tem nas duas vezes em que brilha com uma luz azul demoníaca.
A principal mudança é Madame Suliman que faz as vezes de antagonista no filme. É uma mistura do Mago Suliman, o mago desaparecido que Howl procura no livro, com um pouco da mestra de Howl, Sra. Penstemmon.
Sophie e Howl são os que ficaram mais parecidos com o livro, porém as motivações e personalidades são diferentes. Howl, na animação, tem um passado bem diferente, se comparado ao livro. Outra diferença é que no filme os personagens são menos egoístas em suas motivações e mais gentis, características que são fortes nos livros de Diana Wynne Jones, mas leves nos personagens de Hayao Miyazaki."
O filme entrou em cartaz em 2004 e foi um sucesso de críticas e bilheterias. Assistam, vale muito a pena.

Gabriel Matos

About Gabriel Matos

Author Description here.. Nulla sagittis convallis. Curabitur consequat. Quisque metus enim, venenatis fermentum, mollis in, porta et, nibh. Duis vulputate elit in elit. Mauris dictum libero id justo.

Subscribe to this Blog via Email :