27 de agosto de 2011

Ida desastrosa ao sex shop - Parte I

Por Monique
Pois é garotos e garotas, perdi a vergonha e resolvi ir a um sex shop que existe numa rua atrás da minha. Meu atual namorado trabalha viajando e para mim é um suplício ficar sem sexo, logo, para não traí-lo com os meus vizinhos deliciosos que vivem ouvindo Madonna, decidi comprar uns brinquedinhos. Abrirei um parêntese aqui: Vocês devem se perguntar o motivo de não me expor mais ainda aqui no blog né? A questão é que para que eu possa continuar contando minhas histórias sem ter minha imagem destruída, é preciso que me mantenha na obscuridade. Mesmo porque, meu namorado é super conservador e evangélico, assim como seus pais cafonas.


Voltando à minha história, decidi comprar uns dildos e umas bolinhas de prazer refrescante, aquelas que a gente coloca na pretcheca e se contorce até ela estourar num misto de ardor e volúpia... Ahhhhhhhhh
Voltando outra vez, saí de lá com minhas sacolinhas pretas e discretas e segui úmida para minha casa, já imaginando as delícias que eu faria na minha cama, à meia luz, com minhas velinhas aromáticas acesas, sonhando com meus vizinhos e ouvindo Conjure One que eu a-m-o!
 Não acreditei quando vi aquela Parati 99 horrenda dos meus sogros escrotos parando bem ao meu lado. Gelei. 
- Monique, que coincidência! Minha sogrinha crocitou.
- Entre que a gente te deixa em casa; rosnou meu sogro.
- Não precisa meus amores, tou do lado de casa; gemi, num fiapo de voz.
- Não, a gente faz questão de te levar lá; a velha maldita insistiu.
- Tudo bem então; cedi, entre desespero e agonia, pois os apetrechos estavam gritando em suas respectivas sacolinhas.
Já me preparava para entrar no carro, quando a louca da Jandira, a balconista da loja Prazeres & Safadezas, apareceu na esquina correndo e gritando "MONIQUÊÊÊ ESPERA VOCÊ ESQUECEU UM PACOTTTTTTTEEEEEEEEE!!!!"
Acontece que na ansiedade de chegar em casa, acabei esquecendo meu avantajado dildo de 28cm que vinha numa caixa enorme e nem um pouco discreta e que agora era trazida pela despirocada que sacodia a mão gorda para meu completo terror.
Mas como na minha vida tudo é constrangimento, os dois papa-dízimos olharam para trás em câmera lenta a tempo de ver a porcina da Jandira trupicar e se esborrachar no chão, fazendo tremer com seu peso todo o bairro.  Mas o pior foi ver o saco voando em slow-motion de sua mão e deixando escapulir a caixa com a foto cavalar do dildo, que acabou caindo ao lado da janela da minha sogra obreira da Assembléia de Deus. Vi com riqueza de detalhes o olhar de malícia e entendimento que a puta velha lançou para o corno ancião.
Catando o pouco de dignidade que ainda sobrara virei para o meu sogro e falei:
- Arrasta, não sei quem é essa porca gorda;
O pobre velhote ainda tentou argumentar, mas ao olhar para meus olhos de raiva insana e assassínio ele desistiu e seguiu com o carro. Ainda pude ver a gorda sendo ajudada por algumas pessoas que passavam, toda ralada e com cara de quem não havia entendido nada. Bem feito para aquela vaca burra e indiscreta! Quem mandou fazer gordice?
Seguimos em silêncio sepulcral no carro e desci em frente ao meu prédio, tremendo e envergonhada. Ensaiei um obrigado e sumi, portão adentro. Qual não foi meu horror ao perceber que estava sem as sacolinhas pretas com os outros brinquedinhos.
Ai de mim...

Continua...


Monique Lamert

About Monique Lamert

Author Description here.. Nulla sagittis convallis. Curabitur consequat. Quisque metus enim, venenatis fermentum, mollis in, porta et, nibh. Duis vulputate elit in elit. Mauris dictum libero id justo.

Subscribe to this Blog via Email :

3 Amigos Me Deram uma Luz

Write Amigos Me Deram uma Luz
Anônimo
AUTHOR
30 de agosto de 2011 09:43 delete

Se isso for verdade, vc é uma louca, se for fake é genial... Ri litros!

Reply
avatar
Anônimo
AUTHOR
6 de setembro de 2011 00:44 delete

engraçado pacas PARABENS KKKKUSAHSUHAUSHUSA

Reply
avatar
haddam
AUTHOR
10 de novembro de 2011 21:29 delete

ri tanto q rasquei o canto da boa ¬¬'(frio).

Reply
avatar